quarta-feira, 14 de março de 2012

Tatuagem


Sabe aquela história de que a nossa roupa traduz nossa personalidade? Quando a gente escolhe uma peça de roupa para usar, a gente está mostrando um pouco da nossa personalidade, do nosso jeito de querer ser visto. Acreditamos que o mesmo vale para tatuagens. Quando alguém escolhe fazer uma, geralmente opta por um desenho ou frase que diga um pouco sobre o seu ego.



Nós do RpM  achamos muito estilosas algumas tatuagens e queremos compartilhar com vocês!


Fazer uma tatuagem é tomar uma importante decisão. No entanto, além de escolher os desenhos, também é importante encontrar o melhor lugar para tê-las no corpo. Nossa pele tem pontos mais grossos e mais finos. Levando isso em consideração, é sábio planejar de antemão a parte do corpo que se deseja tatuar. Portanto, para os mais ansiosos se pouparem de uma experiência mais dolorosa, é preciso ter um noção dos pontos mais sensíveis para se fazer uma tatuagem.


A verdade e que é preciso pensar bem antes de mandar uma tatoo. Sugestão: aposte em tatuagens menores, principalmente se for a sua primeira. O ideal seria não fazer logo de cara uma tatuagem muito grande, pois, se se arrepender, não há volta. Agora, se gostar e tiver a certeza daquilo que quer, prepare-se para o vício.



Será que, em algum momento, todo mundo se arrepende da tatuagem que fez? Porque ela ou vira um sinal de nascença ou um fardo. A verdade é que, depois de fazer a primeira, na maioria dos casos, vem a vontadezinha da segunda, da terceira...


Portanto, para os que gostam, para os que têm curiosidade, procurem um estúdio de tatuagem, sintam a 'vibe' e, então, tomem a decisão. Se querem fazer uma tatuagem, façam, seja qual for, mas lembrem-se: ela não sairá no banho.

Para homenagear o Dia da Poesia e fazer uma ponte com o post, nada melhor que uma bela canção de ninguém menos que Chico Buarque.

Tatuagem

Quero ficar no teu corpo
Feito tatuagem
Que é pra te dar coragem
Prá seguir viagem
Quando a noite vem...

E também pra me perpetuar
Em tua escrava
Que você pega, esfrega
Nega, mas não lava...

Quero brincar no teu corpo
Feito bailarina
Que logo se alucina
Salta e te ilumina
Quando a noite vem...

E nos músculos exaustos
Do teu braço
Repousar frouxa, murcha
Farta, morta de cansaço...

Quero pesar feito cruz
Nas tuas costas
Que te retalha em postas
Mas no fundo gostas
Quando a noite vem...

Quero ser a cicatriz
Risonha e corrosiva
Marcada a frio
Ferro e fogo
Em carne viva...

Corações de mãe, arpões
Sereias e serpentes
Que te rabiscam
O corpo todo
Mas não sentes...


1 comentários:

Kat disse...

Amooooo tattoo

Postar um comentário